Sintasa encontra irregularidades em UBS de São Cristóvão


O diretor do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa), Adaílton dos Santos, visitou a Unidade Básica de Saúde (UBS) Maria José Soares Figueroa, no município de São Cristóvão, nessa quarta-feira, 7, encontrou falhas de segurança e estrutura física no prédio.

Na visita, o Sintasa notou o primeiro problema na entrada: a falta de segurança na portaria. Ao entrar, se percebeu que na “Sala de Curativo’, além dos curativos ocorria outros procedimentos como verificação de pressão arterial (PA), glicemia, colocação e retirada de sonda. Na estrutura física desta mesma sala, foram encontradas infiltrações no teto prejudicando, quando chove, o trabalho dos funcionários e a saúde dos pacientes.

De acordo com o diretor o Sintasa, a higienização também não está sendo feita corretamente por um profissional da limpeza. “O auxiliar em ambulatório de boa vontade é que retira, às vezes, o saco de lixo hospitalar da sala, o que não corresponde a sua prescrição profissional”, denuncia o diretor. “Percebemos a falta de materiais como insumos hospitalares nas salas. Aqui, já se trabalha com o mínimo, para piorar, ainda tem a demanda das outras unidades, sobrecarregando a UBS Maria José Soares Figueroa”, observa Adaílton dos Santos.

Diante deste cenário, o Sintasa irá solicitar uma reunião com a secretaria de Saúde do município para que o órgão possa esclarecer e o que pode ser feito nestes pontos cruciais para o funcionamento da unidade de São Cristóvão.