Sintasa aguarda contraproposta do Acordo Coletivo da diretoria do Hospital Cirurgia



A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) reuniu-se com representantes do Hospital Cirurgia, na manhã desta terça-feira, 18, no próprio hospital, para debater sobre o Acordo Coletivo e para reivindicar o atraso salarial constante dos empregados. No final, ficou agendada outra reunião no dia 10 de outubro quando a direção do Cirurgia irá entregar uma contraproposta do Acordo Coletivo para que possa entrar em pauta pela diretoria numa assembleia que ficou marcada para o dia 11 de outubro.

De acordo com o presidente do Sintasa, Augusto Couto, além do Acordo Coletivo, cuja data-base é 1º de junho, existe um passivo de 2016 pra cá, visto que a direção do hospital não cumpriu as últimas convenções coletivas. “Eles ficaram de ver o impacto financeiro na folha e na próxima reunião iremos discutir com mais detalhes. A ideia é que seja tudo resolvido em um curto espaço de tempo”, explicou Augusto Couto.

Sobre os atrasos salariais constantes, cuja média de pagamento está sendo feito depois do dia 25 do mês posterior trabalhado. No caso do mês de agosto, a diretoria do hospital informou que a previsão seria que o pagamento seria creditado nas contas dos trabalhadores até esta quarta-feira, 19.

“Eles disseram que iria tomar algumas medidas nos próximos meses para que os pagamentos sejam normalizados, ou seja, ocorra até o quinto dia útil posterior ao mês trabalhado. Hoje, o atraso está de quase 20 dias. Este mês, esta diferença já deve diminuir. A reunião de hoje foi proveitosa, apesar da diretoria ter sido enfática, dizendo que no próximo mês deverá ainda ter dificuldades de pagamento, mas daqui a dois ou três meses, conseguirá resolver estas pendências”, disse o presidente do Sintasa.

Vale a observação de que haverá uma assembleia com os trabalhadores, no dia 11 de outubro, às 8 horas, no próprio hospital, cuja pauta será discussão da contraproposta dos diretores do Cirurgia.

Estiveram na reunião desta terça-feira, o presidente do Sintasa, Augusto Couto; o gerente do Sintasa, Janderson Alves; o diretor do sindicato, José Cícero de Souza; o diretor-presidente do Hospital de Cirurgia, Milton Santana; a diretoria administrativa e financeira, Márcia Guimaraes, e a assessoria jurídica do hospital, advogada Marcela Piton.