Chapa 1 de Augusto Couto vence nova eleição do Sintasa


Após anulação da eleição ocorrida em março deste ano, devido à decisão da Justiça do Trabalho, o Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) realizou, nesta quarta-feira, 20, novo pleito eleitoral para eleger a Diretoria e o Conselho Fiscal da Gestão 2018/2024. O vencedor foi a Chapa 1 “Avançando com Transparência - liderada pelo último presidente da instituição, Augusto Couto, com 79,72% dos votos válidos.

Nomeada pela juíza titular da 1ª Vara da Justiça do Trabalho para acompanhar a realização da nova eleição, a interventora judicial Luana Mendonça relatou sua atuação no processo eleitoral. “A eleição ocorreu de forma tranquila, cujo processo se deu com bastante responsabilidade e comprometimento em conformidade com o estatuto social desta entidade sindical. O processo eleitoral foi iniciado com a nomeação da Comissão Eleitoral, representada pelo senhor Radamés (de Moraes), pela Núbia (Santana) e pelo Janderson (Alves), com o acompanhamento do Ministério Público do Trabalho e, hoje se encerra com a vitória da Chapa 1”, explicou.

Para a interventora, foi uma satisfação profissional ter participado deste momento num sindicato de grande representatividade para o Estado. “Encerro com a sensação de dever cumprido”, afirmou.

O presidente eleito destacou o trabalho da interventora, bem como das instituições judiciais envolvidas com o pleito. “Quero parabenizar toda a equipe do Ministério do Trabalho que conduziu sem diferença com ninguém, nem com a Chapa 1 e nem com a Chapa 2, esta eleição. Teve seu legado. Mostrou um tratamento igual com a responsabilidade que eles têm. Parabenizo também a Justiça do Trabalho que se empenhou em organizar o processo eleitoral”, disse Augusto Couto.

ABERTO PARA TODOS
Presidente da Comissão Eleitoral, Radamés de Moraes ressaltou a legitimidade do pleito e a passividade do processo eleitoral desde o início. “Tomamos a posição de fazer uma eleição tranquila, transparente, conversando, ouvindo os interessados, tanto os representantes das chapas, como a interventora judicial, o Ministério Público, e os demais componentes da Comissão Eleitoral, mesários, vice-presidente. E hoje, no dia da eleição, se confirmou isso”, relatou.

Para Augusto Couto, que havia vencido também a eleição de março, a sensação agora é de reconhecimento. “Mostramos mais uma vez que tudo o que fizemos na eleição passada estava correto. Convocamos nossos filiados que confiam, que reconhecem o trabalho da Diretoria do Sintasa. Não estamos aqui brincando de maneira nenhuma. Estamos no dia a dia com enfrentamento muito grande, estamos na luta pelo trabalhador. E a luta continua e não podemos parar de forma nenhuma”, destacou.

O presidente eleito preza pela harmonia com todos os membros do sindicato. “Hoje estamos como a chapa vencedora e mostramos para a nossa oposição que não somos inimigos deles não. Estamos aqui totalmente abertos para receber todos os filiados, independente, sem distinção de qualquer um. Respeito todos eles”, afirmou.

METAS DE TRABALHO
Os representantes da Chapa 1 almejam dar continuidade a uma série de reivindicações da categoria. “Temos aí os acordos coletivos que estavam todos parados, a Convenção Coletiva do setor privado que é uma luta que o sindicato já vem fazendo e já vem acontecendo. Agora, vamos retomar isso tudo”, adiantou Augusto. “Temos aí a questão do reajuste dos servidores estatutários da categoria. O Governo, até o momento, não se pronunciou para dar o aumento, mas o sindicato irá cobrar”, garantiu.

O futuro dos servidores da Fundação Hospitalar é outra pauta da chapa vitoriosa. “O Sintasa sempre esteve à frente e vai estar à frente para garantir que esses servidores continuem na fundação, e de fato possam trabalhar tranquilos, porque todos os dias se ouve que a Fundação Hospitalar vai acabar e que os servidores serão demitidos. O Sintasa tem esse compromisso de lutar para garantir o direito destes trabalhadores se manterem no emprego”, concluiu Augusto Couto.