Sintasa recebe contraproposta da Clínica Renascença sobre Acordo Coletivo do Trabalho


O Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) recebeu das representantes da Clínica Renascença a contraproposta para a construção do Acordo Coletivo do Trabalho, durante a reunião mediada pela Superintendência Regional do Trabalho (SRT), através do mediador Nilson Barreto Socorro, nesta terça-feira, 5, no próprio prédio da SRT. Diante do recebimento, ficou agendada outra reunião para o dia 1º de agosto, às 9 horas, para o fechamento do Acordo.

Durante a reunião, ficou acertado que ambas as partes irão manter uma negociação, por e-mail, sobre uma minuta entregue pela clínica, para que no dia da próxima reunião haja um avanço no diálogo e uma facilidade maior para a concretização do novo acordo. 

No debate desta terça-feira, o gerente do Sintasa, Janderson Alves, informou que foi detectado que a
Clínica Renascença não está, a exemplo de outros estabelecimentos de saúde do Estado de Sergipe, cumprindo a Convenção Coletiva do Trabalho (CCT) desde 2016. A ideia do sindicato é que haja o cumprimento da CCT até que se formalize o Acordo Coletivo de Trabalho.

Pelo lado da Clínica, a representante Julliana Oliveira, destacou a fase difícil que vem sofrendo o estabelecimento, inclusive, em situação de recuperação judicial. Defendeu que este fato demanda a necessidade de tratamento especial para que esta recuperação não seja dificultada.

Outro ponto debatido foi que a explicação de que o sindicato encaminhou a pauta de reivindicações para a Clínica Renascença no dia 28 de fevereiro deste ano, e recebeu como resposta que a clínica estaria à disposição para o início das negociações. Depois o Sintasa encaminhou nova correspondência informando o horário de funcionamento para que fosse agendada a primeira reunião. Contudo, não houve resposta para esta segunda correspondência, daí a necessidade de ter solicitado a mediação da SRT.