Sintasa aguarda do Hospital Cirurgia programação financeira sobre demissões


O Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) vai esperar o prazo de 10 dias para receber da direção do Hospital Cirurgia a programação financeira do pagamento das próximas dispensas de trabalhadores do hospital e também proposta de dispensa dos mesmos. O prazo ficou acordado durante audiência entre as duas entidades com o procurador do Trabalho, Raymundo Lima Ribeiro Júnior, nesta quinta-feira à tarde, 17, na sede da Procuradoria Regional do Trabalho da 20ª Região, em Aracaju.  

Na referida programação, constará o levantamento da dívida rescisória dos trabalhadores dispensados que não ajuizaram ações trabalhistas, sem prejuízo de também apresentar levantamento dos créditos dos que ajuizaram ação trabalhista. Segundo o advogado do Hospital Cirurgia, Victor Hugo Santos, a dispensa de empregados seria necessária para melhorar a administração e a execução dos serviços prestados. A ideia seria diminuir o impacto das rescisões contratuais mediante acordo com o sindicato profissional. 

Demissões
O Hospital Cirurgia dispensou 60 trabalhadores em abril deste ano, sendo que não houve pagamento das verbas rescisórias, visto que todos os trabalhadores que foram dispensados em 2018 já estavam aposentados, recebendo aposentadoria do INSS. 

Estiveram presentes ainda na audiência o gerente do Sintasa, Janderson Alves, ladeado pelo advogado Adalício Morbeck. E no início da audiência, o diretor-administrativo do Cirurgia, Milton Eduardo Santos, também esteve presente.