Sintasa reúne-se com secretária de saúde de São Cristóvão para debater retroativo do piso nacional


A direção do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) reuniu-se com a secretária municipal de Saúde de São Cristóvão, Joélia Santos, nessa quinta-feira, 26, para discutir uma série de reivindicações da categoria, sobretudo, o retroativo do Piso Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias.

“Houve um avanço nas negociações. Estamos muito otimistas. A secretária se comprometeu em se reunir com a Procuradoria do Município para resolver alguns pontos pedidos e ficou de responder o nosso ofício trazendo uma solução sobre o retroativo do piso nacional da categoria”, disse o presidente do Sintasa, Augusto Couto, que esteve acompanhado na reunião com a tesoureira do sindicato, Maria de Lourdes.

Assim que receber o ofício vai se reunir com os agentes em assembleia para apresentar o que estiver no documento. Entre as pautas de reivindicações constam fardamento dos funcionários, como crachá, camisas, calças, botas e bonés; a necessidade de materiais de trabalho como bolsas, pranchetas, canetas, lanternas, pescador de larvas, borrachas, colas, boletins, ficha de visitas; protetor solar para todos os agentes; transporte; repasse de incentivo que não está sendo feito; local de trabalho insalubre e sem segurança; e reajuste salarial, que há cinco anos não tem aumento.

Sobre este último ponto, Augusto Couto afirmou que a secretária vê como possibilidade real, visto que existe a expectativa que no mês de maio o prefeito anuncie o reajuste, não apenas para os servidores da saúde, mas para todos do município.