Direção do Sintasa tenta apoio de vereadores de Boquim para restituir corte de gratificação


A direção do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) esteve presente, na última quarta-feira, 22, na Câmara Municipal de Vereadores do município de Boquim, para fazer uma explanação sobre o drama que os trabalhadores da saúde daquele município estão passando por conta do corte feito pelo prefeito de uma gratificação de 20% do salário dos servidores, que já existia há mais de 15 anos.

“Foi falado da dificuldade que hoje os trabalhadores estão passando, após tantos anos de dedicação a população, e agora recebe a notícia deste corte. Sem contar a falta de condições de trabalho e a questão da insegurança”, explicou o diretor do sindicato, João Wadson. “Nós mostramos também números comprovando que o município não vem sofrendo perdas de repasse, mas a saúde encontra-se abandonada naquele município”, afirmou o diretor.

A ideia é conseguir o apoio dos vereadores para convencer o prefeito para restituir o corte da gratificação ou tentar outra alternativa para que os trabalhadores não continuem com esta perda. Os parlamentares sentiram-se sensíveis a causa e prometeram tentar uma solução em breve.