Servidores da saúde fazem manifestação na frente do Hospital Nestor Piva

25/07/2017 14:06:01 em Aracaju >Notícias > Aracaju

Auxiliares e técnicos de enfermagem e demais servidores do nível médio da Saúde de Aracaju realizaram ato público durante o 15º dia de greve, na manhã desta terça-feira, 25, na frente do Hospital Municipal da Zona Norte Nestor Piva. A manifestação, que contou com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa), serviu para reivindicar ao prefeito Edvaldo Nogueira o reajuste salarial da categoria e a abertura para negociação de outras reivindicações. Após o ato, houve assembleia com os trabalhadores e ficou deliberado que o próximo ato será no novo prédio da Secretaria Municipal de Saúde, nesta quinta-feira, 27, a partir das 7 horas.

O local do ato desta terça-feira foi estratégico para o movimento grevista. “A situação no Nestor Piva não está fácil. Existe um déficit de 40% de profissional na área. O sindicato já vem cobrando há muito tempo aos gestores um olhar diferenciado, principalmente, para as duas Unidades de Pronto Atendimento: Nestor Piva e Fernando Franco. Os servidores estão angustiados, falta condições de trabalho, como macas e cadeiras de rodas”, explicou o presidente do Sintasa, Augusto Couto.
O líder sindical lamenta que o prefeito Edvaldo Nogueira durante a campanha eleitoral e em várias entrevistas disse que a saúde seria prioridade, mas na prática não está vendo isto. “Reconhecemos que os salários estão em dia, mas tem que suprir outras necessidades dos servidores como concedendo o reajuste salarial e dando condições de trabalho”, completou o presidente.

A lista de reivindicações conta com reajuste salarial 2017, criação de uma mesa de negociação, renegociação do PMAQ, reavaliação do grau de insalubridade e expandir a gratificação da área de risco para todos os servidores lotados nas UBS, CEMAR, CAPS e UPAS; melhores condições de trabalho, incluir o Atendente de Saúde Bucal (ASB) no Programa Saúde da Família, garantir a gratificação do PSF a todos os trabalhadores do Ambulatório, receber o calendário de pagamento dos servidores, aumentar o quantitativo de segurança nas UBS e fazer a implantação das 30 horas semanais de trabalho.