Sintasa pressiona secretário de Saúde para negociar Acordo Coletivo


Mesmo depois de estar em negociação, através da Superintendência Regional do Trabalho (SRT), com a gestão da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), o presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa), Augusto Couto, conversou com o secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima, sobre a proposta do Acordo Coletivo e o reajuste salarial. O encontro foi juntamente com outros sindicatos da saúde, na manhã desta segunda-feira, 29.

Outro tema foi em relação aos servidores que não estão enquadrados nem no Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) e nem na FHS. Os sindicatos querem que estes servidores sejam enquadrados no PCCV. Na próxima quarta-feira, 31, às 15 horas, haverá outra reunião entre os sindicatos e o secretário de Saude. Na ocasião, o presidente do Sintasa irá levar também a minuta com a proposta do Acordo Coletivo dos servidores do SAMU, independente do Acordo com a FHS.

Vale ressaltar que desde janeiro o sindicato buscou tentar negociar com a fundação, mas não obteve resposta para se reunir, através de protocolos enviados nos dias 24 de janeiro, 30 de janeiro e 13 de março. Com isso, o departamento jurídico do Sintasa precisou requerer que o Ministério do Trabalho e Emprego, através da Superintendência Regional do Trabalho (SRT), mediasse a negociação do Novo Acordo Coletivo 2017/2018.

A primeira reunião com a mediação da SRT aconteceu no dia 22 de maio e a segunda está marcada para 19 de junho.