Servidores da Funesa miram mobilização por Acordo Coletivo


 Os servidores da Fundação Estadual de Saúde (Funesa) deram mais um prazo para o Sindicato dos Trabalhadores da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) tentar reunião com a secretária de Estado da Saúde, Conceição Mendonça, para melhorar o novo Acordo Coletivo entre a fundação e servidores. A decisão ocorreu na assembleia da categoria, ocorrida nesta quinta-feira, 11, no prédio da Funesa. Ficou deliberado ainda que ocorrerá outra assembleia no dia 21 de novembro, às 13 horas, no mesmo local, para avaliar a possibilidade de mobilização, caso o Sintasa não consiga se reunir com o SES.

Apesar das diversas tentativas e ofícios do sindicato em se reunir, não houve resposta por parte da secretária para uma possível reunião de negociação. Na assembleia, que contou com a participação dos diretores João Wadson, Adailton dos Santos e Maria Edite, a categoria entendeu os esforços do Sintasa e decidiu estender mais o prazo para mais uma rodada de tentativa de melhoraria no Acordo Coletivo. 

Na contraproposta analisada pelos servidores, a fundação quer que haja a manutenção do Acordo Coletivo anterior com uma promessa de colocar na próxima proposta do contrato estatal o índice inflacionário para os servidores. Por isso, a ideia da Base é que a secretária possa fazer um aditivo no atual contrato para o reajuste salarial e retroativo a 2015, visto que o último reajuste ocorreu em 2014. 

O prédio da Funesa, local da assembleia de hoje e do dia 10 de novembro, fica localizado na Travessa Basílio Rocha, 49, no Bairro Getúlio Vargas.