Trabalhadores da saúde não aceitam pagamento salarial atrasado no dia 31 de outubro

20/10/2016 18:56:29 em Aracaju >Notícias > Aracaju


A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) e os servidores da saúde não aceitaram a proposta dos gestores municipais de Aracaju em conversa com o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Ulices Andrade, de fazer o pagamento do salário atrasado de setembro no dia 31 de outubro e de apresentar na primeira semana de novembro o calendário dos pagamentos salariais restantes deste ano. A insatisfação da categoria foi demonstrada durante o ato grevista realizado na manhã desta quinta-feira, 20, na frente do Hospital Municipal Zona Norte Doutor Nestor Piva, que marcou o 20º dia de greve da classe.

No final do ato, ficou marcada que a próxima manifestação vai acontecer nesta segunda-feira, 24, das 7 horas às 9 horas, no Hospital Desembargador Fernando Franco, na Farolândia. “É inaceitável a Prefeitura Municipal de Aracaju querer atrasar o salário durante 31 dias. Se recebermos o salário de setembro no final de outubro, quando é que receberemos o salário de outubro? E o terço de salários? E a parcela das férias?”, reclama o presidente do Sintasa, Augusto Couto.

Durante a manifestação, os trabalhadores ocuparam parte da recepção do hospital, mas sem impedir a entrada dos usuários, como forma de chamar a atenção dos gestores municipais. Apesar do movimento grevista, 30% dos trabalhadores da Urgência e Emergência continuam em atividade.


2010 - Ato no Hospital Nestor Piva

20/10/2016 -