Sintasa negocia com FHS e consegue prorrogar prazo do fechamento de Maternidade



A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) visitou a direção da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) na manhã desta segunda-feira, 22, a fim reverter a decisão da nota divulgada no site da fundação de que haveria o fechamento da Maternidade de Capela no dia 31 de agosto. Após exaustivo diálogo, ficou decidido a prorrogação do fechamento da maternidade por tempo indeterminado. 

“Agora, vamos criar um grupo de trabalho para contribuir e apresentar soluções de uma vez por toda para que aquela unidade hospitalar nunca seja fechada”, disse o presidente do Sintasa, Augusto Couto, avaliando o resultado da reunião como uma grande vitória dos trabalhadores e do próprio Sintasa.

A reunião desta segunda-feira aconteceu depois que o sindicato enviou um ofício para fundação solicitando uma reunião em caráter de urgência, o que foi prontamente atendido. A decisão da reunião deu-se durante assembleia na semana passada com os trabalhadores da Maternidade de Capela que contou sobre a angústia que viam passando pelo fato do possível fechamento do local. 

“O papel do Sintasa não é apenas de negociar Acordo Coletivo, reajuste de salário ou aumento salarial, mas procurar resolver todas as demandas que os trabalhadores nos apresentam, seja na capital ou no interior do estado”, explicou Augusto Couto.