Servidores da Saúde de Aracaju param por 24 horas e fazem ato público

21/01/2016 18:20:00 em Aracaju >Notícias > Aracaju


Apesar do pagamento na madrugada do salário de dezembro, os técnicos, auxiliares de enfermagem e enfermeiros de Aracaju fizeram uma paralisação de 24 horas nesta quinta-feira como forma de repúdio em relação à rotina de atraso de pagamento por parte da Prefeitura Municipal de Aracaju. A concentração da paralisação ocorreu na frente da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), das 7 horas às 9 horas.

“Queremos deixar claro que o ato que fizemos hoje é legítimo porque a palavra que o prefeito João Alves tinha dado numa reunião é que o pagamento sairia dia 20, mas isso não ocorreu. Então, mesmo pagando na madrugada, os trabalhadores tinham que fazer essa manifestação de 24 horas para mostrar aos gestores que estamos insatisfeitos com a forma que estamos sendo tratados”, disse o presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa).

A prefeitura falta pagar o terço das férias e vale-transporte dos servidores. No dia 29 de janeiro, haverá uma reunião entre a gestão e os sindicatos da Saúde sobre a atual crise que os trabalhadores vêm sofrendo. Por conta disso, ficou deliberado em assembleia da categoria que no dia 1º de fevereiro deste ano haverá outra paralisação de 24 horas, com um ato na frente do Hospital Nestor Piva, das 7 horas às 9 horas. No final do ato, haverá uma nova assembleia com indicativo de greve para o dia 5 de fevereiro, véspera de Carnaval. 

“Nós estamos aguardando que a prefeitura pague o salário de janeiro até o último dia útil deste mês, mas estamos receosos porque ultimamente está acontecendo estes constantes atrasos. A nossa preocupação é não haver o pagamento, passar o feriado de Carnaval, e a prefeitura sinalizar o pagamento lá para o dia 20 de fevereiro. Isto não admitimos”, disse Augusto Couto.
 
Nesta sexta-feira (22), a partir das 7 horas, os servidores retornam aos seus serviços normalmente.