Sintasa comemora reforma no posto de Saúde do Mocambo

23/11/2015 04:31:22 em Rede Municipal

 
Depois de uma reivindicação de quatro anos do Sintasa, foi reformado o posto de Saúde do Mocambo, comunidade Quilombola do município de Porto da Folha, a 185km de distância de Aracaju. Na semana passada, o presidente do Sintasa, Augusto Couto, esteve presente no local e pôde conferir a reinauguração da instalação reformada e com a equipe completa do Programa Saúde da Família (PSF) com médico, enfermeiro, auxiliar de enfermagem e agente comunitário de saúde.

“Estamos felizes pela reforma porque foi uma reivindicação antiga do Sintasa para a comunidade Quilombola pudesse ter um atendimento melhor de saúde e os profissionais também desempenharem suas funções com boas condições. Fomos convidados para participar da reinauguração da reforma pela Câmara de Vereadores da cidade e, inclusive, meu sogro já falecido, Aladir Rodrigues, foi homenageado com o nome do posto de Saúde”, disse Augusto Couto, que nasceu na comunidade.


A entrega da reforma, que aconteceu no dia 18 de novembro, também aconteceu numa data significativa, visto que dois dias depois, 20 de novembro, é comemorada o Dia da Consciência Negra. “O Mocambo foi a primeira comunidade Quilombola a ser reconhecida oficialmente pela Fundação Cultural Palmares (FCP). Por isso, era lamentável um povo que tem uma herança de problemas resultantes da estrutura econômica do passado, baseada no trabalho escravo e na perseguição a esses grupos, continuar a passar por estas desigualdades. O acesso à saúde, terra, educação, moradia e segurança alimentar é prioridade para essa população, pois esses elementos garantem uma melhora nas condições de vida de seus membros, levando à permanência dos quilombolas em seus locais de origem”, reforça o presidente do Sintasa.


No dia 6 de novembro de 2011, o sindicato denunciou a péssima situação que aquela comunidade estava sofrendo. Não havia estrutura física decente para os pacientes e faltavam materiais básicos de curativos, como gases e esparadrapos.