Servidores da FHS deverão fazer uma paralisação em todos os hospitais regionais

27/02/2014 09:51:42 em Geral


Durante a paralisação dos servidores do Hospital Regional de Estância Dr. Jessé de Andrade Fontes, promovida pelo Sintasa, nesta quinta-feira (27), ficou decidido que se até o dia 10 de março o Governo do Estado e a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) não atender as reivindicações da categoria haverá uma assembleia geral para que haja uma paralisação em todas as regionais do estado no dia 20 de março. E se persistir a inércia do governo os servidores celetistas das regionais entrarão em greve.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde de Sergipe (Sintasa), Augusto Couto, o que está acontecendo no Hospital de Estância é um retrato de como anda as outras regionais. Além da falta de medicamentos e condições de trabalho, a categoria luta para que haja a redução do trabalho de 12 horas para o pessoal do dia, assim como acontece no turno da noite. Outro ponto de reclamação é o não cumprimento do Plano de Emprego e Remuneração (PER), sobretudo, em relação à incorporação dos 25% variável para o salário-base, que consta no PER para que fosse implantado desde setembro do ano passado, mas que ainda não vigora. Sem contar que não houve no ano passado o reajuste salarial linear.

Falta de medicamentos
Na paralisação do Hospital de Estância, a diretoria do Sintasa constatou a falta de diversos medicamentos e acessórios como Furosemida, Buscopan, Sesalina, Dramin intravenosa, Glicose, Omeprazol, Gelco 14, 16 e 18; soro de 10, 100 e 250 ml; e compressa para banho.

Sobre a falta de condições de trabalho, os servidores reclamam que não tem copo descartável, falta lençol para os pacientes, a climatização no hospital só funciona 20%; no Estar, a quantidade de cama é insuficiente, falta banheiro e bebedouro, além de que nos lugares que tem bebedouro a água continua de má qualidade.

No final da paralisação, os servidores ainda fizeram uma caminhada pela cidade para mostrar a população o descaso da Fundação Hospitalar de Saúde e do Governo do Estado.




Comentários (2)

Guido em 27/02/2014 às 10:26h
Bom Dia , quanto ao comentário de 20% do funcionamento do AR, bem isso é só o que funciona na direção, pois quase todas as outras partes não funcionam direito, na ala AZUL os pacientes preferem ir embora do que ficar no calor, chegam a passar mal alem do que já chegaram sentindo, e as camas relatadas aqui sobre o estar, isso é quando tem , muitos colchoes são colocados no chão para dormir e os banheiros, águas todas de má qualidades sem falar da alimentação a moite, medicamentos em falta, lençol para pacientes, ar condicionado da ala Amarela sem funcionar, segurança nenhuma entre outras e muito mais... peço sigilo da fonte.
silvana inácio de lima em 27/02/2014 às 19:36h
isso está acontecendo em todos os hospitais.É um verdadeiro descaso.O profissional de enfermagem a nossa coordenção nem administrativo dão a menor importância.Essa questão de condições de trabalho de e falta de material acontece desde o príncípio.Vejam que interdiaram o Nestor Piva comparado a situação das fundações os funcionários do Nestor piva não teriam do que reclamar!!!Imagine como é gritante os descasos e as situações nesses hospitais das fundações!!!