Sintasa consegue soluções para os servidores da Saúde de Tomar do Geru

29/07/2013 01:35:43 em Geral


A implantação do Plano de Cargo, Carreira e Vencimento (PCCV) para os servidores da Saúde do município de Tomar do Geru está sendo estudada. Esse foi um dos pontos requeridos pela diretoria do Sindicato dos Trabalhadores da Área da Saúde de Sergipe (Sintasa) e que não está descartado, durante reunião com o prefeito Augusto Soares Diniz, mais conhecido como Augustinho, a secretária de Saúde, Josefa Soares Diniz, e o procurador do município, Raul Francis.

A reunião, da última quinta-feira (25), serviu para o Sintasa cobrar algumas pendências que o município está tendo com os servidores. Ficou acertado que ainda este mês seria pago 20% de adicional noturno a todos os trabalhadores que tem direito. No caso do triênio, em outubro, o Sintasa e outros sindicatos serão convocados para um debate para agendar a data que será pago esta medida.

No quesito do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), que os servidores estavam preocupados pelo fato de que os estatutários afirmavam que os valores não convinham com o tempo de serviço prestado a prefeitura, e os celetistas queriam que fosse apresentado o extrato trimestral dos depósitos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e também a regularização das contas que estivessem erradas; o prefeito Augustinho assegurou que o FGTS está em dia e que as parcelas do RPPS estão sendo pagas este mês. E que deverá apresentar um extrato para os servidores.

Mesa de negociação
Outro ponto importante é que será implantada uma mesa de negociação mensal, ficando apenas pendente a indicação por parte do sindicato do representante da entidade que participará. O prefeito, inclusive, garantiu que será elaborado um decreto confirmando a reunião mensal da mesa.

Sobre o transporte precário, o gestor municipal explicou que está aguardando a viabilização de uma ambulância nova, que foi prometida pelo governador Jackson Barreto, e que, em breve, deverá chegar ao município. Em relação à máquina de lavar quebrada, ficou garantido que até o dia 5 de agosto, a prefeitura irá comprar uma máquina nova.

Alimentação e climatização
No tocante ao problema com a alimentação fria do turno noturno, o prefeito disse que irá negociar com a cozinheira para esquentar a comida para os servidores, uma vez que ela trabalha das 7 horas às 13 horas, ficando assim a comida fria para os funcionários da noite.

Sobre a climatização inadequada, foi explicado que o problema será solucionado quando houver a transferência para a nova Clínica de Saúde, uma vez que não se mudou ainda porque a chuva impediu a conclusão do calçamento na frente. Entre 60 e 90 dias deverá haver a transferência.