Sindicatos da Saúde fazem reivindicações ao Governo no HUSE

19/11/2012 10:02:25 em Geral

(Crédito: Kleber Santos/Sintasa)

O Sintasa e outros sindicatos da saúde fizeram uma mobilização, nesta segunda-feira, das 7h às 9h, na frente do Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), para chamar a atenção do governo e da população em relação aos problemas que a categoria vem sofrendo este ano. Péssimas condições de trabalho, baixos salários, direitos descumpridos pelo governo e pelas fundações, falta de medicamentos e de equipamentos de proteção individual são algumas das reivindicações dos sindicatos.

De acordo com o presidente do Sintasa, Augusto Couto, a mobilização englobou não apenas a maior luta da categoria este ano que é a implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV), mas toda a estrutura da Saúde porque a população merece um bom atendimento. “Estamos mostrando ao Governo do Estado aonde é que está errando. A falta de medicamento é uma constante. Os trabalhadores estão angustiados. É isso que queremos que o governo veja”, disse Augusto.

O líder sindicalista observa ainda que no início do ano o governo garantiu que este seria o ano no qual o governo iria melhorar a saúde e iria melhorar a agilidade no atendimento da população. “Os sindicatos estão envolvidos nesta luta. O Sintasa já vem lutando há muito tempo não apenas no HUSE, mas nas visitas que temos feito em Itabaiana, Lagarto, Estância, Tobias Barreto, Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora do Socorro, por exemplo. Em cada lugar desses, temos visto muitos problemas”.

A diretora do Sintasa, Maria das Graças, toca na mesma tecla de Augusto Couto. “Essa falta de condições de trabalho já vem ocorrendo há algum tempo, mas agora tomou uma proporção muito grande e os trabalhadores estão insatisfeitíssimos com essa situação”, disse a diretora. “Não é possível que medicamentos essenciais estejam faltando. Dipirona, por exemplo, é um analgésico que é dado aos usuários que estão sofrendo com dor. É inadmissível que isso falte, assim como não pode faltar luvas de procedimento para que os trabalhadores possam se proteger porque vai lidar com secreções, e com medicamentos que muitas vezes necessitam dessa proteção”.

Assembleia
Depois dessa mobilização, o foco agora do Sintasa é na Assembleia Geral com os profissionais da saúde do nível médio e dos filiados, que acontece nesta quarta-feira (21), às 15 horas, no auditório do HUSE, cuja finalidade é sindicato apresentar para a classe o atual cenário do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV).


>> VEJA MAIS FOTOS AQUI