Falta médico em Japoatã, constata Sintasa

31/08/2012 10:20:17 em Geral


As seis esquipes do Programa de Saúde da Família (PSF) do município de Japoatã, a 100Km de Aracaju, não conta com nenhum médico para atender os pacientes. Esta constatação foi obtida em visita da diretoria do Sintasa no local, nessa quinta-feira (29). 

“O Sintasa foi até Japoatã para conferir as denúncias. O que percebemos é que é uma unanimidade das pessoas que conversamos que o prefeito Telmo Guimarães não dá a mínima pela saúde do município. As equipes do PSF estão engessadas”, diz Augusto Couto, presidente do Sintasa, destacando que o Conselho Municipal de Saúde do município também tem percebido o descaso da gestão municipal.

O Agente de Saúde cuida do paciente, mas na hora de receber o tratamento do médico não tem. A solução é encaminhá-lo para Aracaju.  “As unidades de saúde não funcionam bem porque não tem médico. Percebemos até uma boa vontade da secretária de Saúde, mas não do prefeito”, conta Augusto Couto, presidente do Sintasa.

Outros descasos
A diretoria do Sintasa visitou duas unidades de Saúde: a Clínica de saúde da Família Dourival Dias Guimarães e a Unidade Mista Maria Angélica Guimarães, esta uma associação privada e o único estabelecimento que conta com médico. E também recebeu informações de que o Centro de Atenção Psicossocial (CAPs) Quiteria da Silva Souza conta com uma estrutura precária e que faltam muitos medicamentos para suprir a demanda, como Amitriptilina, Gardenal, Diazepam e Fluoxetina.