Sintasa ajuda os celetistas terem direito ao Ipesaúde

17/10/2011 21:15:55 em Geral

(Foto: Wellington Barreto/SES)

Depois de mais uma rodada da mesa permanente de negociação entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e nove sindicatos, entre os quais, o Sintasa, ficou decidido nesta segunda-feira (17), que os servidores celetistas das três Fundações Estatais de Saúde (Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), Fundação Estadual de Saúde (Funesa) e Fundação de Saúde Parreiras Hortas (FSPH) terão direito à aderirem ao Ipesaúde, assim como os servidores estatutários.

De acordo com a diretoria do Sintasa, foi uma vitória importante porque os servidores celetistas agora com um desconto de 4% poderão usufruir do Ipesaúde. A decisão ocorreu durante a revisão dos pontos que constam no acordo coletivo firmado entre trabalhadores e Fundação Hospitalar de Saúde.

O Sintasa vem desempenhando um papel importante nessa negociação porque representa boa parte dos servidores do estado. Apesar da SES e das fundações não aceitarem todas as reivindicações, algumas pontos estão sendo mexidos como da questão desta segunda-feira do Ipesaúde.

Conquista
Durante a reunião foram apresentadas aos trabalhadores três tipos de propostas para adesão deles ao Ipesaúde. O plano escolhido por consenso da mesa permanente de negociação foi que os servidores pagariam, através de desconto em folha de pagamento, quatro por cento do salário bruto, e a SES e as Fundações Estatais de Saúde com outros quatro por cento também sobre o salário bruto dos servidores.

“De acordo com a legislação em vigor que autoriza o Ipesaúde a fazer o atendimento à saúde dos servidores públicos Estadual, basta que as Fundações Estatais de Saúde assinem um termo de adesão autorizando os descontos no pagamento dos servidores e eles façam a adesão ao plano. Isso deve acontecer até os próximos dias para que a partir de 1º de novembro esses servidores já possam fazer a adesão”, disse Vinícius Barbosa de Melo, presidente do Instituto de Promoção e de Assistência à Saúde de Sergipe (Ipesaúde).

Para o presidente do Sintasa, Augusto Couto, é necessário que os gestores contribuam para agilizar a adesão ao Ipesaúde. “Os gestores de todas as áreas se avisados da decisão tomada na mesa permanente de negociação vai contribuir para que todos os servidores façam a adesão mais rápida”, solicitou Couto.

O gestor da pasta da Saúde do Governo do Estado, Antonio Carlos Guimarães, comemorou mais uma conquista resultante dos trabalhos da mesa de negociação. “Essa reunião representou mais uma conquista. Essa é prova que estamos no caminho certo para construir um Sistema Único de Saúde que oferte serviço com maior qualidade para os usuários, que são o foco da construção dessa relação de respeito e confiança entre a gestão e os trabalhadores”, disse Guimarães.

* Atualizado com informações do site da SES