Servidores do SAMU vão paralisar depois do Carnaval e acenam por greve

No dia 15 de fevereiro, um dia após a Quarta-Feira de Cinzas, os servidores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) irão paralisar suas atividades durante 24 horas como forma de protesto pelos atrasos salariais, falta de reajuste salarial e incerteza em relação ao futuro profissional, caso haja a extinção da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS).

  • quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018
  • 0 Comentários